Você está lendo:

Alô alô marcianos, preparados para mais uma dose dupla de shows do nosso irlandês favorito? Dessa vez eles aconteceram em Glasgow, iniciando a leva de shows pelo território do Reino Unido.

A Arena Sec Glasgow, que tem capacidade para 3.000 pessoas, irradiou felicidade ao longo de duas noites recebendo Lewis Capaldi e Julia Michaels como abertura dos shows, em um “esquenta” para a atração principal que não se aguentava de alegria ao esperar seu momento de entrar no palco.

Falando em Julia Michaels, Niall Horan é tão maravilhoso que até ela estava dando uma de fangirl e usou a camiseta do merch de On The Loose durante sua performance nas duas noites. Ao ser perguntada sobre a turnê com o ícone, Julia disse: “Niall tem sido incrível, nós temos um tipo de relação de irmão e irmã, onde ficamos nos provocamos a todo momento, tem sido maravilhoso, ele é irritante, mas no melhor sentido possível.” Ninguém resiste!

E como não podia faltar, esse show também teve a passagem de som tão aguardada em que as fãs podem ficar um pouco mais perto do ídolo, conversar e também tirar suas dúvidas para nos contar todos os babados depois. Niall e equipe sempre preocupados com todos, fizeram questão de comprar café para alguns fãs que aguardavam na fila, visto que lá faz um frio danado nessa época do ano e ficar horas ali é quase um teste de sobrevivência.

Uma das fãs presentes no soundcheck pediu ao Niall que cantasse ‘Where do Broken Hearts Go’ para substituir ‘Drag Me Down’, tocada atualmente, ao que ele respondeu:“mas o solo do Harry é muito difícil,” a fã insistiu que soaria muito bem na voz dele, então Niall finalmente cedeu: “eu não sei, mas vou tentar!”. Querido Niall James Horan, até o hino nacional brasileiro seria uma obra de arte se cantado por você.

Outra das meninas perguntou que esporte olímpico ele gostaria de praticar sem ser golfe e Horan esperto que só ele, respondeu: “Mesmo você dizendo um que não seja golfe, eu ainda escolheria golfe porque é o único que eu tenho chance de ser bom.”

Sem dúvidas, esse foi o encontro em que Niall mais ficou próximo dos sentimentos das fãs. Uma delas lhe abraçou e disse que o amava, ele prontamente respondeu: “Eu te amo mais!”. Enquanto outra o agradeceu por tudo que ele fez por ela, mas nosso irlandes sempre maravilhoso, disse: “Eu que deveria agradecer”. Esse homem é muito precioso, precisamos protegê-lo!

Lágrimas à parte, tanto as minhas quando li esses relatos quanto às das meninas durante a passagem de som, os dois shows fizeram o público vibrar. Desde o single da sofrência ‘Too Much Too Ask’, até nossa chicletinho ‘Slow Hands’, que foi cantada com direito à Niall segurando a bandeira da Escócia.

Horan conversou bastante com o público e deu as boas vindas à Lewis e Julia, responsáveis pela abertura do show. Agradeceu aos fãs por todo o reconhecimento que deram ao álbum e também disse que queria criar muitas memórias com todos, pedindo para que guardassem os celulares algumas vezes.

Ao introduzir ‘Crying In The Club’, Niall fez um trocadilho com o nome da música e disse que se você fosse irlandês então deveria cantar ‘Whining In The Pub’ (Choramingando no pub).

Antes de performar ‘So Long’, Niall disse que queria fazer algo diferente nesse set e para compensar que deixou essa música de fora do álbum e se arrependeu disso, resolveu apresentá-la da mesma forma que compôs a canção: só ele e o piano. Então confessou à todos que até algumas semanas atrás nunca tinha tocado piano na frente de ninguém.

Niall [inseguro]: Eu não sou um bom pianista…
Fã: SIM VOCÊ É!
Niall [envergonhado]: Se você está dizendo…

Aiai, esse coração de fã deixa a gente toda amolecida depois de uma declaração dessa, não é? As duas noites de show foram maravilhosas e nosso Horan nunca deixa de surpreender. Então fica a pergunta: será que nosso coração aguenta? Bom, é o que veremos. Ainda tem muita turnê pela frente e logo logo, será a vez do Brasil.

Enquanto isso, não esqueçam de acompanhar as coberturas em tempo real no nosso Twitter. Tem várias novidades e notícias quentinhas!

Vejo vocês na próxima parada da Flicker World Tour, dessa vez nosso irlandês vai brilhar em Londres. Vai ser icônico, vocês não podem perder!

Autor: Thuty
Publicado em 22 de março de 2018
Não esqueça de deixar a sua opinião!